terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Sublime

Leito breve território

De corpos transitórios
A vencer obstáculos
Ausente em oráculos.

Cama, fofa e macia.
Onde o eterno principia
Seguido de inúmeros ais
A afinar cordas vocais

Estado único, à tona.
Risos deitados extasiados
Com leve ar de pernoitados

Novamente olhos se tocam
E corpos se encontram
Além do que encontram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário